Elegância Intemporal

Mónaco
04 / 08 / 2016
Design de Interiores: Humbert & Poyet
www.humbertpoyet.com
Área: 320 sq. meters

Fotos: Francis Amiand
Texto: Sofia Martinho Pereira
Na colunável praia de Larvotto, resort do jet set internacional, ergue-se este elegante apartamento de 380 m2. Resultado da união de dois apartamentos, tem a assinatura de interiores Humbert & Poyet. O nosso primeiro olhar é envolto pelo azul do céu. Na varanda da sala, observamos a cadência de cores suaves e quentes dos tecidos e o sincretismo dos materiais de um mobiliário modernista, convidativo e elegante. Escolhas de cor e linhas em consonância com a luz e o glamour da riviera francesa. Ao entrarmos na sala, invade-nos a mesma amplitude: o equilíbrio entre a leveza e a grande dimensionalidade. Entre o passado e o presente. Queremos abarcar a totalidade do espaço. O nosso olhar sobe, vagueia em redor e repousa na simetria gráfica e expansiva do nobre mármore italiano. Vagueamos, de novo, e apercebemo-nos do diálogo perfeito entre o mobiliário modernista, o contemporâneo e o desenhado à medida pela dupla de arquitectos de interiores: todos de linhas leves e apuradas. Pressentimos o olhar criterioso por detrás de cada peça de cerâmica colocada sobre as mesas. E da escala dos pequenos objectos, o nosso olhar lança-se para a sumptuosidade das grandes telas ou dos vários pontos de luz em jogos de suspensão. É, neste momento, que compreendemos como é sensível a ocupação do espaço. Como cada divisão terá um recorte cénico. Nas casas de ba-
nho o impacto visual, quase dramático, impõe-se pela combinação de mármore preto e branco. Jogo de cores único para a trama refinada dos pequenos mosaicos e para a escala, traçada em altura e em profundidade, da casa de banho maior. Na cozinha, a geometria modernista da mesa e das cadeiras, domina o espaço. Fica-nos a sensação de estarmos perante uma instalação. E ao olharmos para os dois quartos, distinguimos novo jogo de contrastes. O quarto menor afigura-se como um reduto de pequenas delicadezas e recolhimento. Somente a icónica fotografia Eden Roc Pool de Slim Aarons nos recorda estarmos no centro da mais glamorosa dolce vitta. No quarto principal, o ambiente é outro. O olhar artístico, pressentido em cada escolha por toda a casa, ganha aqui vocação galerística. A par do repouso, respira-se arte.
No hall de entrada, prestes a sair, não resistimos a um último olhar. Procuramos reter o porte perfeito daquela composição cénica. A harmonia de uma atmosfera elegante, para lá do tempo.