Space Copenhagen

Visão e emoção
19 / 05 / 2016
Fotos: Space Copenhagen
Texto: Joana Ramalho 
Space Copenhagen é um gabinete de arquitectura e design multidisciplinar liderado por Signe Bindslev Henriksen e Peter Bundgaard Rützou. A Attitude teve a oportunidade de conversar com ambos sobre o que é para eles o Space [Espaço] e os espaços...

— Conheceram-se na universidade, mas só decidiram começar a trabalhar juntos anos mais tarde.
— Tornámo-nos melhores amigos na The Royal Danish Academy of Architecture, mas depois de nos formarmos começámos as nossas próprias empresas focadas na arquitectura de pequena escala, em design de interiores e mobiliário, e em elementos mais pequenos. Naquela altura, na Dinamarca, não havia muitos gabinetes com essa especialização e tornámo-nos rapidamente no grande concorrente um do outro. Mas em 2005 decidimos fundir as nossas empresas e criar o Space Copenhagen.

— Reconhecem-se no que é comummente comemorada como a identidade do design escandinavo?
— O design escandinavo é uma parte natural do nosso património e da nossa educação, tanto pessoal como profissional. Nós adoramos e sentimo-nos próximos do design escandinavo. Mas também sentimos que existe uma certa tendência para reduzir o seu horizonte criativo: a abordagem mínima de Kjærholms é muito diferente do equilibrismo orgânico de Juhls ou da vertente lúdica de Arne Jacobsens. O que os une a todos é uma curiosidade face a outras culturas (consubstanciada nas viagens, numa mente aberta,
no olhar para o exterior) e nós partilhamos isso.

— Identificam-se principalmente como arquitectos
ou designers?
— Temos um conjunto de competências profissionais fundadas na nossa formação como arquitectos, mas, em geral, achamos que a praxis criativa é muito mais orgânica: próxima das paixões individuais, dos interesses, das possibilidades de colaboração. Somos muito curiosos e tentamos mantermo-nos sempre em movimento. E cada vez que encontramos um projecto emocionante, limitamo-nos a atacá-lo da melhor maneira possível.