Perfeita Simbiose

“Ao fazer arquitectura estamos a fazer identidade, concebendo uma arte de viver, alimentando o imaginário dos clientes. É uma grande responsabilidade.”
06 / 11 / 2018
Para mais informações, visite o site do estúdio Diego Villaseñor.
Fotografia: Cortesia de Diego Villaseñor.
Texto: Joana Jervell  
Concebendo a prática da arquitectura como uma resposta contemporânea às necessidades físicas e emocionais do ser humano, para Diego Villaseñor o seu exercício relaciona-se com a arte de viver, traduzindo-se num habitat harmonioso para os seus usuários. Natural de Guadalajara (Jalisco), funda o seu atelier em 1976 na Cidade do México, projectando, desde então, obras majestosas desde residências, empreendimentos turísticos e hotéis por todo o México, América Latina, Estados Unidos, Caraíbas e Golfo Pérsico. Projectos de uma beleza ímpar, cuja identidade e formas únicas se constroem em total sintonia com a natureza que os acolhe.

Attitude: Como descreve a arquitectura que pratica?
Diego Villaseñor: Antes de tudo é uma arquitectura comprometida com o seu contexto e os seus usuários. A partir daí, começo a gerar um estilo de vida que aspira a uma atitude melhor face ao momento actual: recorrer à tecnologia disponível no momento e no local, desenvolver a forma juntamente com a função, numa resposta que só poderia ocorrer naquele local, naquele momento e naquele contexto. Diria que é uma arquitectura honesta e que procura adaptar-se a uma "arte de viver" que se evidencia face à simples função ou à busca superficial pela forma.

Leia a entrevista completa na edição impressa da Attitude 84.